Buscar informações médicas na internet requer cuidados

15378843541507785.jpg

Com o acesso à internet cada vez mais fácil e rápido, muitas pessoas acabam utilizando o vasto campo de pesquisa que ela proporciona para obter informações sobre os mais diversos assuntos, inclusive sobre saúde.

Ao apresentar um sintoma diferente, as pessoas buscam no mundo online possíveis definições para este problema. Essa ação é tão recorrente que uma em cada vinte pesquisas no Google tem relação com o assunto – conforme dados do próprio site de busca.

Dependendo da situação, há indivíduos que até se automedicam baseados em pesquisas realizadas na rede mundial de computadores. Essa prática pode acabar comprometendo a saúde do paciente e até mesmo desencadear outros problemas. É importante enfatizar sempre que o diagnóstico seguro só é possível com um médico especializado, que irá avaliar o quadro clínico e os exames laboratoriais ou de imagem para, assim, iniciar um tratamento adequado.

Na sequência deste artigo, vamos falar um pouco mais sobre os cuidados que devemos ter com o diagnóstico via internet e a importância de seguir um acompanhamento médico para esclarecer todas as suas dúvidas. Confira!

Por que a internet se tornou o primeiro canal buscado pelos pacientes quando o tema é saúde?

Conforme mencionado no início, a facilidade, rapidez e as informações variadas fizeram da internet o principal canal de pesquisa dos brasileiros, inclusive quando o assunto é saúde. Segundo pesquisa encomendada pela seguradora Bupa ao Instituto Ipsos e à London School of Economics, oito em cada 10 brasileiros usam a internet para buscar informações sobre sua saúde. Cerca de 45% dos pacientes procuram hospitais, 68% consultam a internet sobre medicamentos e 41% querem conhecer as experiências de outras pessoas.

Há alguns motivos, além da praticidade, que fazem os brasileiros buscarem o diagnóstico via internet, como:

1. Falta de tempo

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas encontram dificuldades para agendar consultas e exames em horários que não comprometam as suas atividades profissionais. Por conta disso, elas utilizam a internet para pesquisar sobre sintomas, doenças, resultados de exames e medicamentos.

Nunca é demais ressaltar que, mesmo o tempo curto não pode ser impeditivo para que esses pacientes deixam de lado a importante informação proveniente de um diagnóstico completo, feito por um médico.

2. Economia

Além da falta de tempo, a questão financeira acaba sendo outro motivo que leva as pessoas a se arriscarem no diagnóstico via internet. Manter um plano de saúde ou realizar consultas e exames na rede particular pode ser algo caro para muitos pacientes. Já o atendimento na rede pública, apesar de gratuito, pode ser demorado.

Esses fatores levam as pessoas a buscarem na internet informações  sobre saúde e, algumas vezes, um possível diagnóstico para seus sintomas.

Pesquisando o diagnóstico via internet

Ao pesquisar o termo “gripe” no principal buscador da internet, o paciente terá acesso a  cerca de 43.300.000 resultados. Como reconhecer, em meio a tantos resultados de pesquisas virtuais, quais informações são confiáveis? E como proceder após encontrar os materiais pesquisados? Eis algumas dicas.

1. Cuidado com as fontes

Pesquise sempre em sites oficiais de associações ou clínicas médicas e profissionais reconhecidos. Pesquisas acadêmicas também são boa referência, ainda que possam ter uma linguagem mais técnica.

2. Seja específico

Usar termos fracos na busca oferecerá respostas igualmente fracas. Sintomas comuns podem estar presentes em problemas de saúde simples ou mais complexos, por isso usar mais palavras na busca torna o retorno mais seguro.

3. Fique calmo, independente do resultado

Mesmo que sua pesquisa traga um resultado assustador, mantenha a calma. Na verdade, por mais bem elaborada que seja sua pesquisa,  a internet pode fornecer respostas equivocadas.

4. Procure um médico

Assim que possível, procure orientação médica. Evite chegar no consultório com o diagnóstico pronto, afirmando que você possui determinada doença. Pela internet você só pode levantar hipóteses, apenas o médico possui conhecimento e capacitação para identificar o real problema e propor o tratamento apropriado.

Vale relembrar que somente um profissional tem capacidade de avaliar o paciente e oferecer um diagnóstico seguro, pois na consulta ele avaliará o paciente como um todo e não apenas um sintoma isolado. Durante esse contato com o médico especialista é que o paciente deve esclarecer todas as suas dúvidas sobre os sintomas e medicações.

5. Não comece tratamento sem consultar médico

Por mais tentador que possa parece, nunca inicie um tratamento a partir de recomendações via internet. O mundo cibernético está repleto de pessoas que podem estar atrás de seu dinheiro e, além do mais, a situação pode piorar com indicações equivocadas.

Relação entre médico e paciente é insubstituível

A tecnologia chegou para nos ajudar em todos os setores de nossa vida, incluindo na área de saúde. Se usada de modo correto e com bom senso, pode trazer benefícios.

O perigo existe quando o internauta passa para a automedicação e o não cumprimento do tratamento indicado pelo médico. São comuns os casos de pessoas que começam a tomar remédios depois de lerem na internet o depoimento de outros pacientes que utilizaram determinada medicação e ficaram bem rapidamente.

Vale a pena consumir conteúdos digitais de clínicas e profissionais idôneos. Eles costumas oferecer informações importantes para uma vida mais saudável e equilibrada, podendo falar de alimentação, hábitos cotidianos, cuidados preventivos e até oferecer orientações mais básicas – como a produção de um soro caseiro, por exemplo.

Nada substitui a relação entre médico e paciente. Nesse momento, o paciente deve fazer perguntas e tirar as dúvidas para sentir-se seguro.

Já o médico, deve conversar com a pessoa, perguntar os detalhes do seu estado de saúde e explicar com calma a possível doença, o tratamento e os exames. Para complementar esse suporte, o médico também pode indicar aos pacientes sites que são seguros e apresentam boas referências sobre saúde.

Neste artigo, destacamos que o médico é o profissional apto a identificar as verdadeiras causas dos sintomas e prescrever tratamento, proporcionando a qualidade de vida tão sonhada pelos pacientes. A realização de check-ups também é essencial para manter a saúde em dia, deixando a internet para outras ocasiões.

Para continuar por dentro de notícias sobre saúde e bem-estar, continue acompanhando as publicações do nosso blog!


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Copyright 2018 VitaCheckup Center. Todos os Direitos Reservados.