Cuidado! Conheça os vilões que podem afetar sua saúde no verão

15443588154079192.jpg

Ainda que encontros climáticos, como o Acordo de Paris, em 2015, tenham firmado o compromisso de 135 países para a redução do aumento médio da temperatura global, verão após verão as temperaturas atingem picos históricos.

Os resultados do aquecimento global e da destruição da camada de ozônio são sentidos dia a dia: com o aumento das temperaturas, maior exposição a raios UV, maior incidência de câncer de pele, entre outros problemas decorrentes do calor.

Não estamos falando apenas de problemas atrelados à exposição ao sol. O calor intenso também provoca alguns problemas de saúde particulares, como casos de desidratação, insolação, intoxicação alimentar, micoses e problemas na pele, dengue, hepatite A, queda de pressão arterial, entre outros.

Abaixo vamos listar alguns motivos que desencadeiam as principais doenças ou viroses que podem se multiplicar durante o verão. Tome nota e não se esqueça: consulte um médico e coloque as vacinas em dia antes de se aventurar!

Desidratação

A desidratação acontece, em geral, pela falta de ingestão de líquidos – e pode ser agravada pelo aumento das temperaturas, o que é comum na época do verão. Em pessoas mais velhas, o estímulo à sede passa a ficar deficitário. São os osmorreceptores, estruturas responsáveis por causar a sede, que sofrem alterações com o decorrer do tempo.

Em idosos, a perda de massa muscular e gordura, consequentemente, acarreta uma redução de líquido no organismo. De acordo com estudos, um adulto tem cerca de 70% de água no corpo, já o idoso tem por volta de 50%

A desidratação pode levar à desorientação mental, além de uma falta de ânimo e disposição combinadas ao calor – afetando a qualidade de vida dos indivíduos mais longevos. O pouco consumo de água também pode estimular o surgimento de cálculos renais, uma vez que a filtragem não é feita de forma correta e a urina tende a ficar mais concentrada.

Insolação

Combinada à desidratação, a insolação é outro problema que decorre do aumento das temperaturas. Ficar exposto ao sol por horas seguidas, como muitas vezes acontece durante um dia de praia, pode ocasionar sérios problemas.

A boa hidratação, inclusive, é um fator que combate a insolação a médio prazo. Na ausência de cuidados, a temperatura média do corpo segue alta mesmo após o dia de sol. As queimaduras contribuem para o mal-estar e a alta temperatura do corpo. Em casos extremos, quadros de insolação podem causar vômitos, febre e até mesmo delírios.

Intoxicação Alimentar

Em um cenário de praia, curtição e sol escaldante, é comum encontrar muitas opções de comida na beira do mar. De camarão a queijo coalho, passando por pastel, sanduíches, espetinhos, sorvetes e drinques. Opções não faltam, difícil é saber o que escolher.

Além do cuidado ao comer na rua, é preciso saber armazenar muito bem os alimentos em casa para não amargar uma intoxicação alimentar. O calor, o excesso de comida a ser armazenada, e a falta de manutenção de equipamentos em casas de veraneio formam o cenário ideal para problemas: a falta de capacidade em gelar e o risco de comidas estragarem.

A intoxicação alimentar contribui para um quadro de desidratação caso não seja combatida. Diarreia, vômito e febre são sintomas comuns em quadros como esse. É necessário hidratar-se com frequência e aderir a uma dieta de alimentos cozidos e comida leve: purês e sopas até o organismo se recuperar.

Micoses

Problemas de pele também são comuns no calor. Secar o corpo com a toalha molhada, exposta ao tempo, é um prato cheio para problemas de pele. A carga muito grande de sol, às vezes sem proteção, também contribui para o aparecimento de manchas.

Piscinas em casas de veraneio são um grande perigo! Atenção à limpeza e clorificação da água para evitar a proliferação de doenças de pele.

Dengue e Hepatite A

Juntamos em um mesmo tópico por que ambas as doenças surgem de uma contaminação que envolve a água. A hepatite A, forma mais comum da doença, pode ser contraída no consumo de águas de torneira, por exemplo. Vale ficar esperto com a procedência e a origem da água que se consome.

Já a dengue, como é sabido desde que a epidemia se instalou no Brasil, prolifera em locais onde a água fica acumulada.  Em ambientes úmidos de mata podem ser encontradas variações em que o aedes aegypti é portador, como a chikungunya – de toda forma, as doenças transmitidas por esse mosquito são sempre muito perigosas.

Como forma de se prevenir é ideal realizar rotinas de exame preventivo. O check-up médico ajuda a garantir uma saúde equilibrada e protegida – mediante a aplicação de vacinas e outros tratamentos – de vírus ou doença que possa se instalar em um cenário de férias de verão. Conheça os planos da Vita Check-up e tenha um verão à altura de seus sonhos.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Copyright 2018 VitaCheckup Center. Todos os Direitos Reservados.