Agende o check-up dos executivos da sua empresa. Condições especiais para empresas do RJ. Continue explorando

LogoVITACFCorSFHD

RESULTADOS DOS EXAMES

Herpes Zoster: O que você precisa saber

Imagem do Vírus do Herpes Zoster e alguns anti-corpos

O herpes zoster, popularmente conhecido como “cobreiro”, é uma doença infecciosa que muitos podem confundir com problemas de pele comuns, mas que na realidade está associada ao vírus da varicela-zoster, o mesmo que causa a catapora. Neste artigo, vamos explorar como a doença surge, seus sintomas principais, tratamentos, medidas de proteção e prevenção, além de discutir sua transmissibilidade e incidência em termos de idade e sexo.

Como o Herpes Zoster surge?

O herpes zoster normalmente aparece anos após a pessoa ter sido infectada pelo vírus da varicela (catapora), o qual permanece latente no organismo. Ele pode ser reativado devido a uma diminuição da imunidade, que pode ocorrer por diversos motivos, como estresse, envelhecimento, imunossupressão induzida por doenças ou medicamentos, entre outros. Quando reativado, o vírus causa o herpes zoster, e não uma nova ocorrência de catapora.

Quais os principais sintomas?

O sintoma mais característico do herpes zoster é uma erupção cutânea dolorosa, geralmente limitada a uma área do corpo. Essa erupção forma bolhas que podem demorar semanas para cicatrizar. Outros sintomas podem incluir dor intensa, ardor ou formigamento, sensibilidade ao toque, febre, dor de cabeça e fadiga. A dor associada ao herpes zoster é frequentemente descrita como pulsátil ou sensação de queimadura e pode ser muito intensa.

Como tratar a doença?

O tratamento do herpes zoster visa aliviar a dor e controlar a erupção cutânea. Ele pode incluir:

– Antivirais: Medicamentos como aciclovir, valaciclovir e famciclovir ajudam a reduzir a severidade e a duração da doença se administrados nas primeiras 72 horas após o surgimento das erupções.

– Analgésicos: Podem ser usados para aliviar a dor.

– Cremes ou loções: Aplicados para reduzir a dor e a irritação.

É fundamental procurar orientação médica assim que os primeiros sintomas surgirem para obter o tratamento adequado.

Como se proteger e evitar?

A principal forma de prevenção do herpes zoster é através da vacinação. Existem vacinas específicas que reduzem significativamente o risco de desenvolver a doença e suas complicações. A vacinação é especialmente recomendada para adultos a partir de 50 anos e para aqueles que têm o sistema imunológico enfraquecido.

A doença é transmissível?

Embora o herpes zoster em si não seja tão facilmente transmissível como a catapora, o vírus pode ser transmitido a partir das lesões abertas a pessoas que não tiveram catapora, principalmente indivíduos imunocomprometidos, grávidas ou crianças. Nestes casos, o vírus pode causar catapora, e não herpes zoster.

Incidência por idade ou sexo

O herpes zoster é mais comum em pessoas com mais de 50 anos devido à diminuição natural da imunidade com a idade. Também é mais prevalente em pessoas que têm o sistema imunológico comprometido. Não há uma distinção significativa na incidência entre homens e mulheres.

Conclusão

Entender o herpes zoster e tomar medidas preventivas, como a vacinação, é crucial para evitar o desconforto significativo que esta condição pode causar. Se você suspeitar que tem herpes zoster, consulte um profissional de saúde imediatamente para obter o melhor tratamento possível e minimizar o risco de complicações.

Compartilhe
×