Fadiga ou cansaço: você sabe a diferença?

Vita-2.jpg

Fadiga, cansaço. Você acha que é tudo a mesma coisa? Pois acredite, há muita diferença. É importante entender como identificar adequadamente cada um dos problemas, já que eles requerem cuidados específicos para garantir uma melhor qualidade de vida. Saiba mais!

Afinal, qual é a diferença entre fadiga e cansaço?

O cansaço é um sintoma físico ou mental que está diretamente relacionado ao esforço realizado ao longo do dia. É aquela sensação de desconforto que você sente quando realiza uma atividade física muito intensa ou tem um dia muito corrido no trabalho.

Já a fadiga é um esgotamento caracterizado por uma intensidade desproporcional às atividades do seu cotidiano. Em palavras simples, na fadiga, você se sente muito mais cansado do que seria esperado para o seu nível de esforço naquele período, seja físico ou mental.

Quais são as causas da fadiga?

A fadiga pode estar relacionada a uma série de fatores. Conheça alguns dos mais comuns!

Estilo de vida

Sim, o cansaço desproporcional provocado pela fadiga pode estar relacionado ao seu estilo de vida e a hábitos pouco saudáveis.

Portanto, se você quer um cotidiano com mais energia e disposição, evite consumir bebidas alcoólicas e cafeína em excesso, mantenha uma dieta equilibrada e pratique exercícios físicos regulares, uma vez que o sedentarismo e a alimentação desregrada também estão ligados ao problema.

A fadiga também pode estar relacionada ao consumo de drogas, ao sono irregular provocado pelo estresse e aos distúrbios do sono, como a insônia e a apneia do sono.

O uso contínuo de alguns medicamentos, como anti-histamínicos e xaropes para tosse, também é um dos causadores desse cansaço desproporcional.

Questões psicológicas

Assim como o estilo de vida, questões psicológicas também podem estar por trás da fadiga. Quadros de depressão e ansiedade muitas vezes têm o cansaço desproporcional e a falta de energia para a realização das atividades diárias como um dos seus principais sintomas.

Condições médicas

A fadiga surge como sintoma de uma infinidade de doenças com as mais variadas origens, tais como:

  • Hiper ou hipotireoidismo:  ainda que sejam distúrbios opostos, ambos têm a fadiga como sintoma. No primeiro caso, a aceleração do metabolismo faz com que o corpo realize um esforço desnecessário e sinta-se cansado mesmo sem praticar atividade física. Já no hipotireoidismo, as alterações metabólicas deixam o organismo mais lento, provocando esgotamento ainda que não haja nenhum esforço;

  • Diabetes: quando a doença não é controlada da maneira adequada, o corpo perde líquidos e fica desidratado, o que pode provocar a fadiga;

  • Anemia: a doença provoca uma diminuição da hemoglobina, substância que é responsável pela diminuição do transporte de oxigênio e nutrientes pelo sangue, o que aumenta o trabalho do coração e provoca o cansaço extremo;

  • Alergia ao glúten: a proteína que forma o glúten causa uma irritação no intestino, o que diminui a absorção de outros nutrientes e, entre os problemas, provoca a fadiga;

  • Doenças cardiovasculares: quando o coração está fragilizado ou dilatado, não bombeia sangue com a eficiência habitual, provocando fadiga mesmo após a realização de tarefas simples, como pequenas caminhadas. Portanto, esse é um dos primeiros sintomas de que algo não vai bem com o órgão;

  • Fibromialgia: a doença, que provoca dores por todo o corpo, tem como a fadiga um dos seus principais sintomas. Os portadores dessa síndrome costumam sentir um cansaço extremo, que se estende ao longo do dia e não melhora nem mesmo quando a pessoa busca fazer uma pausa em suas atividades.

Quais são as principais consequências da fadiga no dia a dia?

Como você já sabe, a fadiga é caracterizada por uma sensação de enorme desgaste e de falta de energia. Por isso, quem sofre com o problema também costuma apresentar dificuldade para se concentrar, para tomar decisões e reter informações, o que prejudica a sua atuação acadêmica e profissional e diminui consideravelmente a qualidade de vida.

Além de diminuir a produtividade e o bem-estar, em algumas profissões, como aeronautas, cirurgiões e operadores de máquinas pesadas, por exemplo, a fadiga pode causar problemas graves e até mesmo colocar vidas em risco.

Portanto, é fundamental zelar sempre pela sua saúde física e mental visitando regularmente o médico e fazendo check-ups preventivos. Dessa maneira, qualquer eventual doença que provoque a fadiga poderá ser detectada e tratada precocemente.

Gostou de entender melhor a diferença entre cansaço e fadiga? Se você quer cuidar melhor da sua saúde, conheça os programas de check-ups oferecidos pelo Vita Check-Up Center

Contamos com tecnologia de ponta e infraestrutura completa para cuidar do seu bem mais precioso com rapidez e segurança!


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Copyright 2018 VitaCheckup Center. Todos os Direitos Reservados.